terça-feira, 1 de setembro de 2009

mas há de ter um bem


Quando eu subi ao céu eu vi, tão claro como uma manhã de dezembro, luminoso, lindo, quente como sol, vi cada belo sonho que tive, ainda tenho, mas eu estou caindo, no meio da noite escura, não, não, porque não me dá a tua mão ? Vem, me segura, eu tenho medo de lá, tenho medo do escuro, preciso da luz dos teus olhos.
Eu ainda te vejo, mas eu caio, eu não consigo segurar, não há nuvens nesse espaço. Eu não pulei, eu não sei como vim parar aqui, nessa imensa decida. O que tem lá fora ? E quando eu chegar ? vai doer ? Como poderia doer mais que agora ?
Eu olhei pra baixo, eu não gosto disso, não, não gosto de lá, porque você não vem ? me tire daqui. Ou é isso que você quer? Não me ver, então me deixar aqui jogada nessa escuridão, e então você faz isso, me deixa cair, e tudo que eu quis foi te ver sob a luz desse céu.
Acho que vou desistir, deixar a escuridão fria me envolver e não ser mais nada.

3 comentários:

- um anjo ateu. disse...

Talvez não caia na escuridão, talvez haja luz lá embaixo, se você abrir seus olhos. Talvez precise descer, pra depois ver que uma mão te socorrerá. Talvez.

Anaah disse...

que lindo, adorei o texto, e o blog :) beeijo

Jeniffer Yara disse...

Não, não deixe a escuridão te envolver! Vá para luz! rs' Eu sei, é algo clichê,mas é a verdade! Você tem essa opção...a opção de tentar vover na luz,deixar a escuridão de lado,pode até viver com ela por algum tempo,isso nos faz refletir,pensar no que fizemos,mas não vivemos com ela sempre!

Lindo texto!*.*

Primeira vez aqui em seu blog!Lindo ele!;)

Bjs!

Postar um comentário